Manual de sobrevivência para a bienal do livro

16:18:00

Eu não estou me aguentando de ansiedade para chegar logo o dia 27 porque é o dia em que eu vou para a bienal do livro em São Paulo. Já fui em 2014 e foi uma das melhores e piores experiencias que eu já tive em questão de viagem. Eu amei viajar porque estava em boas companhias, estava indo para um lugar que eu sempre quis conhecer, um grande evento que pela primeira vez deu certo de eu poder ir e todos os outros pontos positivos. Mas claro, tinha que ter pontos negativos e o pior deles foi o fato de não ter conseguido dormir e isso me deixou com um humor horrível que não me deixou aproveitar bem o evento, pelo menos não tão bem quanto eu deveria. Mas dessa vez eu coloquei em minha mente que será diferente e me preparei para essa viagem. Aqui estou eu criando um manual de sobrevivência para a bienal e se você quer ter total aproveitamento do evento e resolvi trazer pra vocês tudo o que eu acho que será necessário.  GARRAFA DE ÁGUA É NECESSÁRIO SIM  Quando eu fui para a bienal em 2014 eu acabei não levando uma garrafa de água e tive que comprar uma para poder ficar enchendo sempre. O melhor a fazer é levar uma garrafa para que possa sempre encher e ficar hidratado, ainda mais se você (assim como eu) não quer parar nenhum momento e quer passar em todos os standes. Use uma garrafa que caiba na sua bolsa para não precisar ficar carregando na mão.  8 HORAS DE SONO OU MAIS  Você precisa ter dormido muito bem antes de viajar (se não mora perto de onde vai ser) ou antes de chegar na bienal. A minha primeira experiencia foi horrível em partes porque eu sofro de ansiedade e acabei não conseguindo dormir a noite toda pensando na viagem e isso me custou caro em questão do meu humor e do meu cansaço.  MOCHILA OU MALA DE RODINHAS?  Levar uma mochila ou uma mala de rodinhas é uma questão de escolha, mas você precisa saber quantos livros mais ou menos pretende levar pra casa. Se você acha que vai levar pra casa poucos livros, uma mochila de costas parece o suficiente até você perceber que está carregando ela por horas e que suas costas, seus ombros e seu corpo pede para que não faça isso. Mas é claro que isso vai de cada um. Conheço pessoas que vão na bienal apenas para conhecer ou para visitar e não para carregar livros e sempre estão com mochila de costas. Como eu disse, é uma questão de escolha.  LISTA DE LIVROS SEPARADOS POR EDITORA  Acho que se você está indo na bienal para fazer compras, nada melhor do que levar uma lista de livros que deseja comprar. Mas não é apenas fazer uma lista com os nomes deles em ordem aleatória. Precisamos lembrar que a bienal é separada por standes, o que significa que são separadas por editoras. Você precisa fazer a sua lista e depois separar todos os livros da lista por editoras e isso vai fazer ficar mais fácil quando estiver no stande de cada editora.  ROUPAS E SAPATOS CONFORTÁVEIS  Como todos sabemos (ou quase todos) o lugar em que a bienal acontece é enorme e temos muito o que andar por lá, por isso nada de ir com sapatos desconfortáveis ou roupas que incomodam se passar muito tempo com elas. Quanto mais confortável a sua roupa e seus calçados forem, melhor será a sua experiencia na bienal.  SEJA RÁPIDO, MAS APROVEITE CADA MINUTO  O evento é muito grande e o espaço gigantesco. raramente você vai conseguir conhecer todos os standes e conseguir os autógrafos que quer. Você precisa se programar e cronometrar seu tempo no evento para poder aproveitar ao máximo do potencial de cada editora, de cada parte do evento.  LEVE SUA PRÓPRIA COMIDA  Sabemos que o evento tem área de alimentação, mas como todo bom evento grande, as coisas não serão baratas e qualquer uma das partes da área de alimentação terá uma fila muito grande que fará você perder um tempo que será crucial para aproveitar ao máximo. Se você levar vários lancinhos fica mais fácil de se alimentar a qualquer momento que precisar. Vale lembrar que é sempre bom comer coisas leves, pois você não vai parar nenhum minuto de andar e não quer que seu corpo comece a pedir por descanso para digerir coisas pesadas.  MARCADORES DE PAGINA  A todo momento você vai conseguir achar marcadores de pagina e não se sinta acanhado de pegar os que são de graça (ou de comprar os que você gostar). São muitos marcadores que serão distribuídos lá e quem ama livro sabe que marcadores de pagina nunca são demais.  LEVE CARREGADOR  Se você tiver carregadores portáteis para celular, leve. Isso vai ajudar muito na hora em que seu celular estiver ficando sem bateria. Caso não tenha nenhum carregador portátil, leve seu carregador comum. No evento serão disponibilizados vários pontos de energia para conseguir carregar, mas isso pode ser um pouco difícil de conseguir pois muita gente vai querer usar e provavelmente vão estar sempre ocupados.  NÃO SE PERCA E TENHA PLANO B  Se você não mora em São Paulo, trate de pegar o numero de todos que estão na viagem com você (até mesmo do motorista). Combinem um lugar para se encontrarem depois do evento para não ter nenhum problema de se perder e acabar tendo problemas para voltar para o ônibus ou van. Caso se perca (mesmo marcando um lugar para se encontrar) ligue para uma das pessoas que estão viajando com você para te auxiliar nisso.  Se você me encontrar na bienal do livro e me reconhecer, pare para me dar um "oi". Claro que é algo que pode não acontecer pois o evento é bem enorme mesmo, mas mesmo assim, se acontecer de me ver, me grite, pule, esperneie. Não deixe de me seguir nas redes sociais.

Eu não estou me aguentando de ansiedade para chegar logo o dia 27 porque é o dia em que eu vou para a bienal do livro em São Paulo. Já fui em 2014 e foi uma das melhores e piores experiencias que eu já tive em questão de viagem. Eu amei viajar porque estava em boas companhias, estava indo para um lugar que eu sempre quis conhecer, um grande evento que pela primeira vez deu certo de eu poder ir e todos os outros pontos positivos. Mas claro, tinha que ter pontos negativos e o pior deles foi o fato de não ter conseguido dormir e isso me deixou com um humor horrível que não me deixou aproveitar bem o evento, pelo menos não tão bem quanto eu deveria. Mas dessa vez eu coloquei em minha mente que será diferente e me preparei para essa viagem. Aqui estou eu criando um manual de sobrevivência para a bienal e se você quer ter total aproveitamento do evento e resolvi trazer pra vocês tudo o que eu acho que será necessário.

GARRAFA DE ÁGUA É NECESSÁRIO SIM

Quando eu fui para a bienal em 2014 eu acabei não levando uma garrafa de água e tive que comprar uma para poder ficar enchendo sempre. O melhor a fazer é levar uma garrafa para que possa sempre encher e ficar hidratado, ainda mais se você (assim como eu) não quer parar nenhum momento e quer passar em todos os standes. Use uma garrafa que caiba na sua bolsa para não precisar ficar carregando na mão.

8 HORAS DE SONO OU MAIS

Você precisa ter dormido muito bem antes de viajar (se não mora perto de onde vai ser) ou antes de chegar na bienal. A minha primeira experiencia foi horrível em partes porque eu sofro de ansiedade e acabei não conseguindo dormir a noite toda pensando na viagem e isso me custou caro em questão do meu humor e do meu cansaço.

MOCHILA OU MALA DE RODINHAS?

Levar uma mochila ou uma mala de rodinhas é uma questão de escolha, mas você precisa saber quantos livros mais ou menos pretende levar pra casa. Se você acha que vai levar pra casa poucos livros, uma mochila de costas parece o suficiente até você perceber que está carregando ela por horas e que suas costas, seus ombros e seu corpo pede para que não faça isso. Mas é claro que isso vai de cada um. Conheço pessoas que vão na bienal apenas para conhecer ou para visitar e não para carregar livros e sempre estão com mochila de costas. Como eu disse, é uma questão de escolha.

LISTA DE LIVROS SEPARADOS POR EDITORA

Acho que se você está indo na bienal para fazer compras, nada melhor do que levar uma lista de livros que deseja comprar. Mas não é apenas fazer uma lista com os nomes deles em ordem aleatória. Precisamos lembrar que a bienal é separada por standes, o que significa que são separadas por editoras. Você precisa fazer a sua lista e depois separar todos os livros da lista por editoras e isso vai fazer ficar mais fácil quando estiver no stande de cada editora.

ROUPAS E SAPATOS CONFORTÁVEIS

Como todos sabemos (ou quase todos) o lugar em que a bienal acontece é enorme e temos muito o que andar por lá, por isso nada de ir com sapatos desconfortáveis ou roupas que incomodam se passar muito tempo com elas. Quanto mais confortável a sua roupa e seus calçados forem, melhor será a sua experiencia na bienal.

SEJA RÁPIDO, MAS APROVEITE CADA MINUTO

O evento é muito grande e o espaço gigantesco. raramente você vai conseguir conhecer todos os standes e conseguir os autógrafos que quer. Você precisa se programar e cronometrar seu tempo no evento para poder aproveitar ao máximo do potencial de cada editora, de cada parte do evento.

LEVE SUA PRÓPRIA COMIDA

Sabemos que o evento tem área de alimentação, mas como todo bom evento grande, as coisas não serão baratas e qualquer uma das partes da área de alimentação terá uma fila muito grande que fará você perder um tempo que será crucial para aproveitar ao máximo. Se você levar vários lancinhos fica mais fácil de se alimentar a qualquer momento que precisar. Vale lembrar que é sempre bom comer coisas leves, pois você não vai parar nenhum minuto de andar e não quer que seu corpo comece a pedir por descanso para digerir coisas pesadas.

MARCADORES DE PAGINA

A todo momento você vai conseguir achar marcadores de pagina e não se sinta acanhado de pegar os que são de graça (ou de comprar os que você gostar). São muitos marcadores que serão distribuídos lá e quem ama livro sabe que marcadores de pagina nunca são demais.

LEVE CARREGADOR

Se você tiver carregadores portáteis para celular, leve. Isso vai ajudar muito na hora em que seu celular estiver ficando sem bateria. Caso não tenha nenhum carregador portátil, leve seu carregador comum. No evento serão disponibilizados vários pontos de energia para conseguir carregar, mas isso pode ser um pouco difícil de conseguir pois muita gente vai querer usar e provavelmente vão estar sempre ocupados.

NÃO SE PERCA E TENHA PLANO B

Se você não mora em São Paulo, trate de pegar o numero de todos que estão na viagem com você (até mesmo do motorista). Combinem um lugar para se encontrarem depois do evento para não ter nenhum problema de se perder e acabar tendo problemas para voltar para o ônibus ou van. Caso se perca (mesmo marcando um lugar para se encontrar) ligue para uma das pessoas que estão viajando com você para te auxiliar nisso.

Se você me encontrar na bienal do livro e me reconhecer, pare para me dar um "oi". Claro que é algo que pode não acontecer pois o evento é bem enorme mesmo, mas mesmo assim, se acontecer de me ver, me grite, pule, esperneie. Não deixe de me seguir nas redes sociais.

 FACEBOOK | INSTAGRAM | TWITTER | CANAL 

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

4 comentários

  1. Alef espero que esteja curtindo bastante a Bienal em São Paulo e concordo com você em tudo que consta no seu manual de sobrevivência e só adicionaria de não deixar de ter em mãos a localização das editoras para facilitar localizá-las.
    Esse ano eu não fui a SP e minha parceira Vivian é que esteve representando a Saleta, mas na próxima estarei firme e forte e espero te encontrar.
    Depois contra as novidades.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irene, isso é verdade, esqueci por completo de colocar para que as pessoas usem e abusem do mapa e do aplicativo para conseguir localizar os estandes. Uma pena saber que não foi este ano, mas espero te ver na próxima, com toda certeza. Muito obrigado pelo seu carinho, adorei sua visita e espero te ver por aqui mais vezes.

      Excluir
  2. Ótimas dicas, anotando kkkk'

    Beijooos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou. Anote mesmo pois farão toda a diferença quando for pra Bienal de qualquer ano. Adorei te ver por aqui, volte mais vezes. Um grande beijo.

      Excluir

Deixe o seu comentário, não esqueça do seu email e do seu blog!