Resenha: A Escolha - Nicholas Sparks

By Um Container - 19:07:00


Sinopse: Travis Parker possui tudo o que um homem poderia ter: a profissão que desejava, amigos leais, e uma linda casa beira-mar na pequena cidade de Beaufort, Carolina do Norte. Com uma vida boa, seus relacionamentos amorosos são apenas passageiros e para ele, isso é o suficiente. Até o dia em que sua nova vizinha, Gabby, aparece na porta. Apesar de suas tentativas de ser gentil, a ruiva atraente parece ter raiva dele. Ainda sim, Travis não consegue evitar se engraçar com Gabby e seus esforços persistentes o levam a uma jornada que ninguém poderia prever. Abrangendo os anos agitados do primeiro amor, casamento e família, A Escolha nos faz confrontar a questão mais cruel de todas: Até onde você iria manter o amor de sua vida?

Eu realmente acabei de ler A Escolha nesse exato momento e eu preciso escrever uma resenha sobre esse livro antes que eu exploda com tantas palavras em minha mente e tanto sentimento ao mesmo tempo que estão tomando conta de mim. O livro é dividido em prólogo, parte um, parte dois e epílogo. O livro começa de trás para frente, mostrando o futuro antes de nos mostrar como a história começou. E é narrado em terceira pessoa. Antes de qualquer coisa eu quero que tire da sua mente o que todos falam dos livros do Nicholas Sparks e até mesmo o que você pensa sobre os livros que leu dele. Muitas pessoas teimam em falar que os livros do Nicholas são muito “melosos” que sempre é um romance clichê e que isso cansa as pessoas. Eu, como sempre fui um adorador do trabalho dele e que ele é o autor que eu mais amo, defendo com unhas e dentes qualquer comentário assim. Todos costumam julgar o trabalho dele por causa de livros que ele fez com que o romance fosse mais “meloso” como “Querido John” e “Um Homem de Sorte”. De nada adianta julgar um escritor por dois ou três livros dele sendo que ele tem mais de dez, não é mesmo?


O livro A Escolha tem 303 páginas e de primeira nem imagina que vai devorar o livro tão rápido quanto é possível. A primeira edição foi lançada em 2007, mas a minha edição é a 9° que foi lançada em 2013 e A Escolha foi lançado pela editora Novo Conceito. Nessa versão de 2013, ainda na capa mostra que foram vendidos mais de 3,7 milhões de livros o que podemos ver que é algo que surpreende as pessoas e faz com que eles comprem mais (adoro esse jogo de marketing). Eu ganhei esse livro do Gnomo da Estante a quase dois anos atrás, na Bienal do Livro em São Paulo. A Escolha não se trata apenas de um romance, mas de escolhas difíceis que a vida faz com que a gente tome, dificuldades que podemos passar que nos colocam contra a parede e nos punem se não dermos o nosso melhor para escolher tudo de forma correta, seja ouvindo o coração ou a mente. O Nicholas Sparks não quis trazer apenas um relacionamento lindo e perfeito pra história e sim algo repentino, algo que pode mudar a vida das pessoas de uma hora pra outra ou deixa-las na mesma se não tomarem decisões corretas. A construção de cada um dos personagens e a diferença de cada um deles me fizeram rir em vários momentos, ficar com raiva e chorar muito (você deve saber que sempre, em cada um dos livros do Nicholas ele mata alguém da história).

A Escolha começa contanto na atualidade, sendo narrado e o prologo mostra que não será exatamente como as pessoas esperam que seja. A primeira parte começa contando a historia de Travis e Gabby (a onze anos atrás) alternando entre o ponto de vista de cada um deles através do acontecimentos narrados. Gabby é uma assistente de medicina pediátrica em Beaufort, uma cidade pequena que ela se mudou a pouco tempo. Ela mora ao lado de Travis, o seu vizinho atrético que já viajou por muitas partes do mundo e que não trabalha as sextas (ela meio que enfatiza isso varias vezes no livro). Travis adora praticar esportes radicais e ao ver dela tem um corpo que nenhum homem que faz academia tem (ou que eles tem, mas que não chama tanta atenção dela quanto o dele). O primeiro encontro real e o primeiro dialogo dos dois acontecem de uma forma não tão agradável pois Gabby vai até a casa de Travis acusar seu cachorro Moby de ter engravidado a cadela dela, Molly e falando sem parar varias coisas mostrando a ele que terá de ajudar com as coisas e que tem parte na responsabilidade de doar os filhotes que estão para nascer. Mesmo que Travis não tenha conversado direito com ela a respeito disso (já que ela não deixou) ela percebeu o quanto ele foi cordial não a interrompendo e sendo gentil com ela a todo momento. Ela também se sentia atraída por ele de forma inexplicável, já que ela tinha uma namorado bem legal que quase nunca estava presente.


Depois que tudo entrou nos eixos e que foi explicado, eles entraram em uma "amizade" repentina que fez os dois se aproximarem mais e mais a cada dia. Travis convidou Gabby para passar um final de semana com ele e os amigos e ela aceitou. Eles passaram por momentos ótimos, um final de semana de causar inveja em qualquer pessoa e o melhor é que eu vi o quanto ela estava louca por ele e não podia admitir porque como ela sempre deixa claro, ela ama o namorado dela. Para a infelicidade e infidelidade ela acaba traindo seu namorado, mas mesmo que pareça algo horrível, no livro se torna algo que faz com que a gente torça que dê certo, que ela fique com Travis desde o primeiro momento, pois parece que os dois se encaixam de uma forma inexplicável, mesmo sendo tão diferentes. O melhor é que percebemos o quanto Travis luta para conquistar mais e mais Gabby e o quanto ela não precisa mais ser conquistada. Sabemos que ela "está na dele" mas que está também em uma situação difícil de ter que terminar o namoro dela, mas o melhor é que o livro não fica nesse drama, mas vai para a segunda parte que é a mais emocionante.

Uma outra coisa que você precisa saber é que a primeira parte não fica presa no relacionamento dos dois e nos beijos calorosos, na verdade essa parte fica presa aos acontecimentos, as tentativas de Gabby afastar Travis de sua vida, mas de não conseguir e se entregar ao que está para acontecer. O melhor da primeira parte são os diálogos cheios de diálogos irônicos e divertidos, lembrava bastante uma comédia romântica e isso foi que me encantou logo de primeira. Nessa segunda parte que nos vimos presos ainda mais a história e percebemos que o livro A Escolha não se tratava de Gabby escolher entre o namorado dela e Travis. A escolha será feita por Travis e em relação a isso, não será nada fácil.  Travis se vê diante de uma escolha que tem o poder de mudar o futuro de sua família e se pergunta insistentemente “Até onde se deve ir em nome do amor? Eu demorei para perceber o que estava acontecendo nessa parte da história pois se passam onze anos depois que eles se conheceram e o autor deixa um mistério enchendo linguiça em 4 páginas e depois ele vem com uma punhalada em seu coração.


A Escolha é um livro pra você tirar da mente os padrões que encaixam o Nicholas Sparks e perceber que as histórias dele vão além do que ele realmente é rotulado. O livro fala de amor, mas não é algo que fica “meloso”.  O livro me emocionou e eu sei que meus sentimentos foram diversos e que se eu sentasse para contar cada parte que me fez rir eu demoraria uma eternidade. Eu sou a pessoa que lê em qualquer lugar e me via rindo na frente de pessoas em ônibus, praças e ruas sem me preocupar com nada pois o livro me envolveu de tal forma que eu não sei explicar direito, pois acredite, estou tentando explicar isso desde o começo. Pra finalizar eu acho que você meu querido leitor deve ler esse livro o mais rápido possível pois é um livro que pode mudar a sua visão sobre a vida, sobre as escolhas que devemos tomar e o quão pesadas são as consequências. Até onde devemos ir em nome do amor?


Siga o blog e receba novidades em primeira mão. Deixe em seus favoritos.
Me acompanhe: TWITTER | CANAL | INSTAGRAM | FACEBOOK

  • Share:

You Might Also Like

4 comentários

  1. Resenha linda! E como não amar os livros de Nicholas Sparks? Acho divinos!

    BLOG | FAN PAGE | INSTAGRAM | YOUTUBE | GOOGLE+

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou apaixonado nos livros dele, não tem como, parece que me atrai de uma maneira que não sei explicar. Obrigado pela visita, como sempre eu adoro te ver por aqui.

      Excluir
  2. Oiii!
    Nossa, eu penso 10000 de vezes antes de ler um livro do tio Nic! Não por eu achar ruim, mas porque na maioria das vezes eu fico com uma ressaca literária terrível. A Escolha está lá na minha estante há seculos. Acho que vou ver o filme primeiro... rsrsrs
    Muitos parabéns pelo seu blog, é lindo.
    Bjos 1000!
    Jaque
    www.livroselacosdefita.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jaque, eu sei como se sente e eu fico na mesma, mas é que eu sou apaixonado e não sei controlar meu amor pelos livros dele, acabo lendo até quando acho que não quero. Eu não vi o filme ainda, mas estou muito curioso pra saber como eles passaram a historia para as telas. Obrigado pelo carinho, espero te ver aqui mais vezes. Muitos beijos.

      Excluir

Deixe o seu comentário, não esqueça do seu email e do seu blog!