8 motivos para se apaixonar por Jogos Vorazes

By Um Container - 09:04:00


Eu acho que acabarei tendo um infarto antes da estréia de A Esperança - Parte 2. Já estou na contagem regressiva em horas porque sabemos que o filme estreia hoje (18). Jogos Vorazes foi uma trilogia que marcou a minha vida e que fez a maior diferença quando o assunto é série. É basicamente a minha serie preferida de livros (depois de Harry Potter, claro). Trilogias e sagas moram no coração de todos nós. Ainda mais quando há nelas uma personagem forte e determinada em quem a gente possa se inspirar. Eis que, no ano em que o mundo não acabou, lançam Jogos Vorazes, com Jennifer Lawrence que ainda não tinha um Oscar ou vários tombos em premiações no papel principal. O filme foi baseado no 1° livro da série escrita pela americana Suzanne Collins. Nem sei dizer o quão feliz fiquei em ler a trilogia porque eu esperava por isso. Finalmente alguém tinha decidido fazer um filme sobre alguém inspirador, fictício, mas ao mesmo tempo tão real (as metáforas com a nossa sociedade atual são inúmeras) que me fez pensar: “Garotas e garotos de 14, 15 anos têm que ler isso” e então lá fui eu com meus alguns anos ler a trilogia. Todos deveriam amar a serie, mas eu sei que tem pessoas que ainda não a conhecem e outras que esperam um motivo para ler e assistir a serie. Pensando nisso, vamos começar a contagem regressiva relembrando tudo de melhor que essa trilogia tem a oferecer. Poderia escrever milhares de motivos para vocês que ainda não leram correr na livraria mais próxima e comprar esta trilogia sensacional ou baixar todos os filmes e assistir de forma louca e desvairada, mas tentarei convencer vocês em apenas alguns motivos.





Após o fim da América do Norte, uma nova nação chamada Panem surge. Formada por doze distritos, é comandada com mão de ferro pela Capital. Uma das formas com que demonstram seu poder sobre o resto do carente país é com Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um garoto e uma garota de doze a dezoito anos de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte! Para evitar que sua irmã seja a mais nova vítima do programa, Katniss se oferece para participar em seu lugar. Vinda do empobrecido distrito 12, ela sabe como sobreviver em um ambiente hostil. Peeta, um garoto que ajudou sua família no passado, também foi selecionado. Caso vença, terá fama e fortuna. Se perder, morre. Mas para ganhar a competição, será preciso muito mais do que habilidade. Até onde Katniss estará disposta a ir para ser vitoriosa nos Jogos Vorazes?

Não colocarei a sinopse dos demais livros para não dar spoilers para vocês que ainda não leram ou assistiram, ok? Agora vamos aos motivos para amar a historia de Jogos Vorazes tanto nos livros quanto nos filmes.


Quem leu a trilogia completa e acompanha a história nas telonas, sabe que os filmes são fiéis aos livros. Não podemos reclamar. Claro que nem sempre um personagem vai fazer exatamente o que diz no livro já que é esse o motivo de um filme ter um rótulo de “adaptação”. Se você já leu os livros, com toda certeza sabe o que eu to falando. Muitas vezes não tem como colocar todos os detalhes dos livros dentro dos filmes, mas acreditem que nessa série, raramente você vai achar algo diferente e se achar, não ficará bravo(a) ou chateado(a) porque eles sabem bem modificar algo sem impactar tanto nos leitores vorazes.


Basicamente mostra muito sobre politica e sociedades pois são 13 distritos onde o 13° “foi bombardeado” e o distrito 12 é o mais largado pelo governo de Panem, sendo assim mostrando a parte mais pobre de uma sociedade. A Capital é um exemplo de luxo e conforto onde apenas pessoas de alto nível vivem com suas roupas extravagantes e seus costumes mais estranhos que podem existir em uma sociedade capitalista.


Um dos motivos que não pode faltar é a linda e Oscariana Jhennifer. Ela é nada mais e nada menos que Ketniss Everdeen, a garota que pega fogo. Jhennifer está no papel principal da série e podemos dizer que é um papel nada fácil. Além das cenas de ação que existem, os dramas são fortes para os fãs e ela consegue transmitir exatamente o que as pessoas que leram o livro esperam dela. Os olhares de Ketniss são perfeitos nos momentos exatos não deixando que nada fique de fora da história ao ver dela. A atriz, além de tudo é uma ótima pessoa (até onde sabemos). Basicamente nunca se meteu em escândalos, mas é uma pessoa desastrada demais e vive caindo em premiações. Já estou quase achando que ela usa isso como marketing, não acho possível uma pessoa cair tanto em premiações, mas ela se supera e esse é um dos motivos para você assistir aos filmes. Imaginem uma pessoa desastrada gravando todas as cenas de ação.


Em filmes e livros, antes de Jogos Vorazes, era muito raro encontrarmos uma protagonista mulher que seja realmente forte e ativa e, mais raro ainda é a "mocinha" ser sempre quem salva “o mocinho”. Em Jogos Vorazes acompanhamos a vida de Katniss e vemos que a sua força é, realmente, natural. A protagonista passa a sensação de que realmente é capaz de tudo o que ela faz. E tudo isso por conta de seu passado: por seu pai ter morrido ainda quando era criança, Katniss teve cuidar de sua família e de sua irmã Prim. Além de claro, passar por problemas como a fome. Para isso, Katniss aprendeu a usar bem o arco e flecha para sustentar a sua família e tentar fugir dos Jogos Vorazes.


Tanto nos livros quanto nos filmes a historia não se perde, não faz como em muitas outras que eles usam algumas coisas apenas para passar o tempo. A historia tem fundamento, tem realmente coisas que acontecem porque precisam acontecer para que o final tenha um sentido maravilhoso e você não se sinta um idiota de ter perdido 4 anos da sua vida. Acredite, o final é tão maravilhoso que (se você já leu o livro, vai concordar comigo) não é algo clichê, nada que normalmente acontece em filmes de ficção dessa forma. Não adianta ter uma boa história se o enredo não for bem construído. A história é a proposta, já o enredo é a maneira que os fatos e os personagens são apresentados, e Jogos Vorazes não peca nisso. Todos os detalhes são mostrados e claro, explicados, tanto nos livros quanto nos filmes. O que nos dá a sensação de que aquele mundo é real e que, mesmo parecendo tudo muito louco e cruel, você faz parte daquilo. Tudo isso te faz um tributo.


Triangulos amorosos não são novidades para ninguém. Já vimos isso em Crepusculo (acho que se lembram). Em jogos vorazes isso persiste até o fim da historia. Uma coisa é fato: Katniss tem sentimentos fortes por Gale, seu amigo desde a infância, sentimentos que nem ela sabe quais são realmente e se sente confusa quanto a tudo isso. Ela também tem sentimentos fortes por Peeta, seu companheiro de Jogos Vorazes. No começo, ao fazer seu "teatro de amor" com Peeta, Katniss chega a ter lapsos de imaginação sobre um futuro com Gale, dos dois casados, com filhos. Katniss tem que escolher entre aquele que sempre foi seu amigo e esteve ao seu lado ou Peeta, que passou por tudo o que Katniss viveu e consegue entender a protagonista verdadeiramente. Na trilogia, é óbvio, existe uma certa rivalidade entre Peeta e Gale, mas ambos conseguem viver com a situação e, em algumas partes, acabam até gostando um do outro (algumas mesmo). O desafio de Ketniss no amor é descobrir com quem ela quer ficar, quem ela acha que a fará mais feliz.



Jogos Vorazes já era um sucesso em livros mas, após ir ao cinema, conseguiu conquistar um dos maiores fandoms do mundo todo. Com o crescimento cada vez maior da série e claro, tenho a queridinha de Hollywood, Jennifer Lawrence, como protagonista, Jogos Vorazes trouxe cada vez mais atores renomados para o elenco. Philip Seymour Hoffman é um exemplo. O ator faleceu em fevereiro de 2014 mas fez parte de três dos quatro filmes da série e foi um premiado ator. Em Jogos Vorazes, Philip viveu Plutarch Heavensbee, um idealizador dos jogos que, na verdade, fazia parte da resistência rebelde na capital. Outro exemplo é Julianne Moore, que representa a presidenta do Distrito 13, Alma Coin.


Logo no começo de Jogos Vorazes descobrimos que Peeta é apaixonado por Katniss desde sempre, porém Katniss não nutre o mesmo sentimento por Peeta. Devido aos acontecimentos de sua vida, seus pensamentos são outros. mas depois de algum tempo, Peeta é raptado pela Capital e, quando é resgatado, ele volta com ódio e pavor de Katniss. Tudo isso porque sofreu um condicionamento por medo através de implantação de memórias falsas e alteração de memórias pré-existentes. Katniss então fica desolada e tenta de tudo para trazer Peeta de volta, sem sucesso. O processo de normalização da condição neuropsicológica do personagem é lento e progressivo. Até o final ficamos na dúvida: ele se recuperou completamente ou não? Ele ainda a ama? Jogos Vorazes traz, assim, a desmistificação do destino amoroso e nos passa a imagem de que sim, o amor é uma realidade que é construída dia após dia. Tudo pode ter um final inesperado. Katniss não é uma pessoa muito aberta para amizades. Como passou a metade da vida cuidando da família e caçando com Gale, seus laços fraternos são apenas esses. Com a chegada dos Jogos Vorazes, Katniss cria uma amizade simbólica e especial com Cinna, que a lançou como vitoriosa desde o início dos jogos. Isso fez com que ambos criassem um tipo de assistência e dependência ao qual Katniss não se dava o luxo de ter desde que seu pai morreu. Há também a pequena Rue, do distrito 11 que Katniss compara com a sua amada irmã, Prim.

Uma coisa bem legal é que os produtores arrasaram nos filmes e que o A esperança part. L foi muito melhor que o livro (minha opinião). Acho que eles conseguiram colocar tudo o que precisávamos saber no filme de uma forma muito boa e completa. Não consegui sentir falta de nada pois os detalhes estavam lá e não tem como não ficar apaixonado pela historia. Agora é necessário correr no cinema e comprar seu ingresso pra estreia de hoje antes que acabe (se já não acabou) pra que você não fique de fora da estreia dessa super produção. Quero só ver todos os tributos lotando as salas de cinemas. Se você ainda não assistiu nenhum filme da saga, ainda dá tempo de assisti-los e correr para o cinema ainda hoje. Mas corre, porque vale a pena. Um grande beijo.

Siga o blog e receba novidades em primeira mão.

Me acompanhem também: TWITTER | CANAL | INSTAGRAM | FACEBOOK

Tags: Suzanne Collins, Jogos Vorazes, A Esperança, Jennifer Lawrence, agradecimento, diretor, cinema, filme 

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Deixe o seu comentário, não esqueça do seu email e do seu blog!