Livros para ler em 2016

By Um Container - 14:19:00


Esse ano eu não li a quantidade de livros que eu realmente queria e esperava, mas sabemos que a cada dia a nossa vida fica mais corrida e o tempo é algo raro. Eu precisaria de mais de 24 horas por dia para conseguir fazer tudo o que eu quero, inclusive ler muitos livros. Todo ano eu faço uma lista de livros que são os que eu mais quero ler, como se fossem os principais. Esse ano eu já fiz a minha lista para 2016. Não sei quando começarei a comprar os meus desejados livros pois estava pensando em esperar até a bienal, mas se eu comprar na bienal não terei tempo de ler todos eles (que duvida dilacerante). Mas o assunto aqui é o seguinte, esses aqui abaixo são os queridinhos, os desejados, os mais cobiçados livros (por mim) que preciso ter. Parece uma necessidade e é mesmo. Eu já vi resenha de todos esses livros, por isso eu sei um pouco da história de cada um fazendo com que me apaixonasse sem se quer ter lido eles ainda.

Ler é uma das coisas mais importantes que eu faço na minha vida. É um refúgio, uma escapatória dos problemas, do dia a dia, do estresse e de qualquer coisa que aconteça em meu mundo. Sendo assim, a leitura se torna algo necessário pra mim e acho que todas as pessoas deveriam se sentir assim, necessitadas de literatura, de histórias contadas por pessoas geniais. Vale lembrar que não está em sequência dos mais desejados, pois todos eles eu desejo por igual.



Ignatius Perrish sempre foi um homem bom. Tinha uma família unida e privilegiada, um irmão que era seu grande companheiro, um amigo inseparável e, muito cedo, conheceu Merrin, o amor de sua vida. Até que uma tragédia põe fim a toda essa felicidade: Merrin é estuprada e morta e ele passa a ser o principal suspeito. Embora não haja evidências que o incriminem, também não há nada que prove sua inocência. Todos na cidade acreditam que ele é um monstro. Um ano depois, Ig acorda de uma bebedeira com uma dor de cabeça infernal e chifres crescendo em suas têmporas. Além disso, descobre algo assustador: ao vê-lo, as pessoas não reagem com espanto e horror, como seria de esperar. Em vez disso, entram numa espécie de transe e revelam seus pecados mais inconfessáveis. Um médico, o padre, seus pais e até sua querida avó, ninguém está imune a Ig. E todos estão contra ele. Porém, a mais dolorosa das confissões é a de seu irmão, que sempre soube quem era o assassino de Merrin, mas não podia contar a verdade. Até agora.

Sozinho, sem ter aonde ir ou a quem recorrer, Ig vai descobrir que, quando as pessoas que você ama lhe viram as costas e sua vida se torna um inferno, ser o diabo não é tão mau assim. Joe Hill, autor de A estrada da noite e Nosferatu, já foi aclamado como um dos principais novos nomes da ficção fantástica. Em Amaldiçoado, o sobrenatural é pano de fundo para uma história de amor e tragédia, de traição e vingança. Um livro envolvente, emocionante e cheio de suspense que nos leva a refletir: em matéria de maldade, quem é pior, o homem ou o diabo?


Alice sempre foi uma mulher de certezas. Professora e pesquisadora bem-sucedida, não havia referência bibliográfica que não guardasse de cor. Alice sempre acreditou que poderia estar no controle, mas nada é para sempre. Perto dos cinquenta anos, Alice Howland começa a esquecer. No início, coisas sem importância, até que ela se perde na volta para casa. Estresse, provavelmente, talvez a menopausa; nada que um médico não dê jeito. Mas não é o que acontece. Ironicamente, a professora com a memória mais afiada de Harvard é diagnosticada com um caso precoce de mal de Alzheimer, uma doença degenerativa incurável. Poucas certezas aguardam Alice. Ela terá que se reinventar a cada dia, abrir mão do controle, aprender a se deixar cuidar e conviver com uma única certeza: a de que não será mais a mesma. Enquanto tenta aprender a lidar com as dificuldades, Alice começa a enxergar a si própria, o marido, os filhos e o mundo de forma diferente. Um sorriso, a voz, o toque, a calma que a presença de alguém transmite podem devolver uma lembrança, mesmo que por instantes, e ainda que não saiba quem é.



Você conhece a Kéfera? Pois deveria! Com 22 anos, Kéfera Buchmann reúne quase doze milhões de seguidores nas suas mídias sociais (YouTube, Facebook, Twitter e Instagram). Só o seu canal no YouTube, "5inco minutos" (procura aí na internet), tem seis milhões de assinantes. Tá achando pouco? Ela ainda recebe diariamente centenas de mensagens de fãs do Brasil todo e é parada na rua a todo momento. Se o YouTube é de fato a nova televisão, como acha muita gente, hoje Kéfera é o equivalente aos antigos astros globais. Tão conhecida e amada quanto eles. Neste livro, que tem literalmente a sua cara, Kéfera parte de sua vida para falar de relacionamentos, bullying, moda e gafes e conta uma série de histórias divertidas com as quais é impossível não se identificar.


Certa noite, meu pai me perguntou se eu gostaria de me tornar uma noiva fantasma.. 1893. Li Lan é uma jovem que recebeu educação e cultura, mas que vive sem grandes perspectivas depois da falência de seus pais. Até surgir uma proposta capaz de mudar sua vida para sempre: casar-se com o herdeiro de uma família rica e poderosa. Há apenas um detalhe: seu noivo está morto. Noiva Fantasma é o surpreendente romance de estreia de Yangsze Choo, a escritora de ascendência oriental que está encantando fãs por todo o mundo. Por mais fantásticas que pareçam, as noivas fantasmas ainda resistem até hoje em parte da cultura asiática. A prática, que chegou a ser banida por Mao Tsé-Tung durante a Revolução Cultural, foi muito frequente na China e na Malaia (hoje Malásia) no final do século XIX. O casamento era usado para tranquilizar um espírito inquieto, e garantir um lar e estabilidade para as mulheres que diziam sim a maridos já falecidos. É claro que elas tinham um preço alto a pagar, e com Li Lan não seria diferente. Evocando obras como Lugar Nenhum, de Neil Gaiman, essa obra é uma história impressionante sobre o amor sobrenatural e sobre o amadurecimento, escrita por uma extraordinária nova voz da ficção contemporânea.



A policial Tessa Leoni matou seu marido, Brian Darby, em legítima defesa. A arma do crime está à vista de todos e os hematomas no corpo de Tessa confirmam a ocorrência. A policial também não fez questão de fugir, ou de arrumar qualquer justificativa para explicar aquele corpo estendido no chão da cozinha, portanto, aparentemente, o que a investigadora D.D.Warren tem à sua frente é o desfecho de uma briga doméstica. No entanto, ao abrir o inquérito, D. D. terá uma surpresa: este não é o primeiro homicídio de Tessa Leoni e - afinal - onde está a filhinha de seis anos da policial? Será que a policial Leoni realmente atirou em seu marido para matá-lo? Uma mãe seria capaz de prejudicar intencionalmente sua filha? D. D. Warren, a experiente detetive que acredita que desvendar um caso é como mergulhar na vida do criminoso, enfrentará mais uma investigação que a levará a uma busca frenética por uma criança desaparecida enquanto tenta encaixar as peças de um mistério familiar que a levará a quebrar os muros do corporativismo policial.


Um clássico do terror com mais de 13 milhões de cópias vendidas. Uma obra que mudou a cultura pop para sempre, O Exorcista é o livro que deu origem ao maior filme de terror do século XX. Quatro décadas após chocar o mundo inteiro, a obra-prima de William Peter Blatty permanece uma metáfora moderna para o combate entre a fé e o profano em forma de um dos romances mais macabros já escritos.


O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses. Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso¿ Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho? Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe e Mare contra seu próprio coração.


Uma narrativa tensa e cheia de reviravoltas. Um livro viciante, assombroso e inesquecível.
Recém-saída de um hospital psiquiátrico, onde foi internada para tratar a tendência à automutilação que deixou seu corpo todo marcado, a repórter de um jornal sem prestígio em Chicago (EUA), Camille Preaker, tem um novo desafio pela frente. Frank Curry, o editor-chefe da publicação, pede que ela retorne à cidade onde nasceu para cobrir o caso de uma menina assassinada e outra misteriosamente desaparecida.  Desde que deixou a pequena Wind Gap, no Missouri (EUA), oito anos antes, Camille quase não falou com a mãe neurótica, o padrasto e a meia-irmã, praticamente uma desconhecida. Mas, sem recursos para se hospedar na cidade, é obrigada a ficar na casa da família e lidar com todas as reminiscências de seu passado. Entrevistando velhos conhecidos e recém-chegados a fim de aprofundar as investigações e elaborar sua matéria, a jornalista relembra a infância e a adolescência conturbadas e aos poucos desvenda os segredos de sua família, quase tão macabros quanto as cicatrizes sob suas roupas.


Libby Day tinha apenas sete anos quando testemunhou o brutal assassinato da mãe e das duas irmãs na fazenda da família. O acusado do crime foi seu irmão mais velho, que acabou condenado à prisão perpétua. Desde aquele dia, Libby passou a viver sem rumo. Uma vida paralisada no tempo, sem amigos, família ou trabalho. Mas, vinte e quatro anos depois, quando é procurada por um grupo de pessoas convencidas da inocência de seu irmão, Libby começa a se fazer as perguntas que até então nunca ousara formular. Será que a voz que ouviu naquela noite era mesmo a do irmão? Ben era considerado um desajustado na pequena cidade em que viviam, mas ele seria mesmo capaz de matar? Existiria algum segredo por trás daqueles assassinatos? Gillian Flynn intercala a trajetória detetivesca de Libby com flashbacks dos acontecimentos do dia dos crimes com tanta habilidade que o leitor é levado a diferentes direções. Escrito com primor, Lugares Escuros não só mostra como a memória é passível de falhas, mas também evidencia as mentiras que uma criança pode contar a si mesma para superar um trauma.


O livro começa no dia do quinto aniversário de casamento de Nick e Amy Dunne, quando a linda e inteligente esposa de Nick desaparece da casa deles às margens do rio Mississippi. Sinais indicam que se trata de um sequestro violento e Nick rapidamente se torna o principal suspeito. Sob pressão da polícia, da mídia e dos ferozmente amorosos pais de Amy, Nick desfia uma série interminável de mentiras, meias verdades e comportamento inapropriado. Ele é evasivo e amargo, mas seria um assassino? Ao mesmo tempo, passagens do diário de Amy revelam um casamento tumultuado, mas ela estaria contando toda a história? Alternando entre os pontos de vista de Nick e Amy, Flynn cria uma aura de dúvidas em que o cenário muda a cada capítulo. À medida que as revelações surgem, fica claro que, se existe alguma verdade nos discursos de Nick e Amy, ela é mais sombria, distorcida e assustadora do que podemos imaginar. Magistralmente bem construído do início ao fim, Garota Exemplar é um daqueles livros impossíveis de largar e sobre o qual se quer debater assim que a leitura termina.


Deixe seu comentário.
Siga o blog e receba novidades em primeira mão.

  • Share:

You Might Also Like

5 comentários

  1. Olá!
    Da lista, eu já li o da Kéfera, que é muito engraçado, e também Sangue na Neve. Quanto a este último, só não gostei mais porque a autora usa muitos termos do mundo policial e eu não estava familiarizado. Ficou parecendo um manual da polícia.
    Já li outro livro do Joe Hill (A Estrada da Noite) e gostei. Eu leria Amaldiçoado.
    Não sabia que tinha saído outra edição de O Exorcista. Quero ler esse clássico do terror.
    Boas leituras em 2016!
    http://ymaia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero conseguir ler todos e pelo menos um livro por mês (mesmo com a correria do dia a dia). Obrigado pelo comentário e pela opinião sobre os livros, é muito importante pra mim. Espero te ver aqui mais vezes.

      Excluir
  2. Olá! Eu também estou na mesma situação, a lista de desejados aumenta, e o tempo diminui kk. Mas estou tentando mudar isso esse ano. Da sua lista tem dois que eu simplesmente preciso ler esse ano! "A Rainha Vermelha" e "A Noive Fantasma". Estou realmente curiosa, com essas duas obras. Sobre "Garota Exemplar", vi o filme, e sinceramente só o que vi na adaptação já me assustou o suficiente para que eu não tenha coragem de ler o livro! kkk
    Beijokas entreumlivroe-outro.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também quero muito ler esses dois, acho que são muito bons. A "Garota Exemplar" é muito bom e mesmo que o filme tenha te assustado, acho que vale a pena você dar uma chance a ele pois a narrativa é muito boa. Eu fiquei apaixonado pelo filme, foi o que mais me fez ter vontade de ler o livro, fiquei perplexo com a historia, mas mostrou como a mulher pode ser mais forte e poderosa do que as pessoas dizem que são. Sexo frágil que nada. Eu adorei a sua visita e espero que venha aqui mais vezes.

      Excluir

Deixe o seu comentário, não esqueça do seu email e do seu blog!