Resenha filme | Interestelar (2014)

23:46:00

 
Como sempre eu já começo dizendo o que achei do filme de forma geral. Eu achei uma super produção e é uma das melhores que já assisti sobre viagem para galáxias em que brincam com outras dimensões e modificam o tempo. Foi o tipo de filme que me fez ficar preso a tela sem se quer querer me mover e pausar ele apenas para comentar sobre o que eu achava que ia acontecer no final. O filme Interestelar foi lançado dia 6 de novembro do ano passado (2014) mas eu acabei sabendo por ele apenas esse ano, essa semana passada para ser mais exato. Interestelar tem em media 2h49min que para mim passaram de uma forma tão rápida que nem senti. O filme foi dirigido por Christopher Nolan (o mesmo que dirigiu os filmes abaixo).

O filme mostra um planeta terra diferente do que vivemos, uma terra que está passando por drásticas mudanças climáticas. Nada além de milho pode ser plantado, pois as pragas estão acabando com qualquer outro tipo de plantação e inclusive com o oxigênio, a longo prazo. Muitas crianças e adolescentes param de estudar para poder plantar, pois é necessário para que o planeta tente sobreviver a essa onda de caos e de fim dos tempos. Há chuva de pó e areia por todos os lados muitas vezes entrando dentro das casas  deixando completamente cheias de sujeira, nenhuma casa consegue ficar limpa e as pessoas passam a ficar mais doentes por conta da poeira e da falta de alimentação correta já que há apenas milho que possa ser plantado. Enquanto planeta encontra-se neste estado de calamidade, Cooper que é ex-engenheiro e ex-piloto de testes da NASA, vive em sua fazenda junto com seu sogro e tem dois filhos. Sua mulher morreu pois não havia um equipamento de ressonância magnética funcionando. Pois todas as atividades humanas foram voltadas para a produção de alimentos fazendo com que a tecnologia travasse tempo e não existissem mais estudos sobre isso.
 

Uma das coisas que me deixou mais impressionado no filme foi a forma em que eles pensaram em tudo. No ensino médio ou fundamental, os livros eram reescritos para dizer que a humanidade nunca foi à lua para mostrar para as pessoas que elas deveriam correr atrás de plantar e não de aprender mais sobre tecnologia, sobre as estrelas ou qualquer outra coisa que não fosse voltada para o plantio. Murphy é a filha mais nova de Cooper e tem 10 anos. No início do filme ela acorda de madrugada e vai até o quarto do pai falando que tem um fantasma em seu quarto. Cooper não acreditar muito e fala pra filha voltar a dormir e parar de ficar inventando coisas. O fenômeno é muito estranho e acontece realmente no quarto da menina por alguns dias. Livros caem da prateleira sem nenhuma explicação, mas sempre em várias sequências diferentes. Essas sequências foram descobertas por ela e pelo pai como o código morse que estava sendo "gerado através da gravidade" ou pelo menos era isso que eles pensavam que era.

Depois de uma tempestade de areia ter pego a família desprevenida enquanto estavam dentro da caminhonete, eles chegaram na casa, começaram a fechar todas as janelas e ao chegar ao quarto de Murphy para fechar a janela dela, vê a filha olhando para os livros que estavam no chão novamente. No dia seguinte Cooper senta ao chão no quarto da menina com um caderno e lápis nas mãos e começa a escrever o que está lendo em código morse e acha um endereço. Cooper resolve ir até esse endereço e fala pra sua filha ficar em casa, porém Murphy se esconde na caminhonete e vai com ele até o local (ela é descoberta na metade do caminho). Quando chegam ao seu destino Cooper descobre que está em uma base secreta da NASA e é recebido por um robô muito diferente do que somos costumados a ver em filmes. Me lembro que tem dois robôs que são TARS & CASE mas não sei qual deles aborda Cooper pois os dois são iguais.


Já dentro dessa base da NASA, Cooper e Murphy encontram um grupo de pessoas reunidas em uma sala (depois de ser levado por uma mulher para esta sala). Lá conversando com toda equipe ele descobre que existe uma missão secreta que está acontecendo a anos para salvar a humanidade de sufocar e morrer de fome na terra. Equipe Informa a ele que existe um buraco negro ou um buraco de minhoca próximo a Saturno e que esse buraco negro que foi colocado lá por "eles" à alguns anos (como são chamados as coisas que podem ou não existir) e que leva para uma outra galáxia onde há outros planetas, outros sistema.  No total são 12 planetas. A NASA recebe dados vindos desses planetas (alguns deles) que são transmitidos através de aparelhos que foram levados junto com outros seres humanos que foram descobrir se cada planeta poderia e teria condições de ser habitado por nós, seres humanos. 

No total foram 12 humanos (um para cada planeta) porém apenas três planetas se mostraram com capacidade de poder suportar a vida humana. Traduzindo pra quem não entendeu, de 12 pessoas que foram viajar para esses outros planetas através desse buraco de minhoca apenas 3 talvez tenham sobrevivido já que não tinham recursos para poder voltar para a terra. Cooper então é convidado para viajar com uma equipe através do buraco de minhoca para visitar um desses planetas de onde está vindo os dados que estão sendo transmitidos para verificar se realmente é possível a vida humana se estender nesse planeta. Cooper então deixa sua família pra trás para tentar salva-la em um futuro mesmo sendo doloroso demais deixar tudo pra traz da forma que ele fez. Murphy nunca o perdoou por ter viajado e deixado a família.


TARS & CASE são robôs de uma tecnologia que eu jamais vi igual, não é algo que eu olhei e na hora achei que seriam incríveis, na verdade pra mim eles não passavam de duas caixas cinzas que falavam, mas com o passar do filme eu percebi que cada um deles foi montado de forma mais humana possível com níveis de humor e até mesmo de sinceridade. Inteligências artificiais. Depois que eu vi do que eles são capazes tanto em questão de raciocínio quanto do corpo de cada um como eles podem se locomover e se adaptar eu fiquei apaixonado por cada um da mesma forma que fico apaixonado por qualquer personagem.



O filme mostra uma passagem de tempo que existe em cada planeta por conta da gravidade que ele tem e a modificação em cada planeta onde o tempo pode ser relativo ou não, muitas vezes com uma diferença drástica de anos. Mistura também conhecimento de física quântica que eu realmente sou muito leigo no assunto e basicamente não entendo nada então o que eu procurei nesse filme foi assistir o sentir ele, entender o drama da humanidade e de cada personagem, mas não tentar entender o raciocínio, não tentar entender a física quântica pois não é uma coisa que eu tenho no meu dia a dia e nem uma coisa que eu saiba algo relacionado. Dessa parte do filme em diante eu não posso falar muito pois é um risco enorme de que qualquer coisa que eu diga seja tratada como spoiler. Tem uma coisa que eu preciso enfatizar pois foi algo que me impressionou que foi a forma em que o tempo passou. Dependendo do planeta que eles visitem, cada minuto pode ser décadas em outros planetas ou apenas fora do mesmo. O que faz o filme dar um salto no tempo.

 

Não esqueçam de deixar aqui nos comentários o que vocês acharam da resenha, se deu vontade de assistir e se você já assistiu, deixe aqui sua opinião pois quero saber, vou amar.

 FACEBOOK | INSTAGRAM | TWITTER | CANAL 

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

0 comentários

Deixe o seu comentário, não esqueça do seu email e do seu blog!