Senhor almoça com foto de sua esposa já falecida

By Um Container - 23:49:00


Ultimamente eu venho pensando em um futuro que pode parecer meio mórbido, mas que é inevitável. Faz alguns dias que fico pensando como seria a minha vida se eu perdesse alguém, ou pra morte ou apenas essa pessoa sumir literalmente da minha vida.

Muitas vezes me pego chorando com isso pois tem coisas que não tenho como explicar porque fazem parte de coisas muito pessoais, mas que me afetam nesses pensamentos. Parece que sempre que você pensa demais em  um assunto, coisas relacionadas a isso vem até você.

Eu estava hoje passeando pelo twitter, que como muitos sabem eu sou muito viciado, e lá acabei encontrando uma imagem que me fez pensar mais ainda em como seria minha vida se eu perdesse alguém. No momento que eu vi a imagem, tive que conter as lagrimas pois o momento não era o mais apropriado para chorar.

Encontrei a imagem no perfil do twitter da Madina Bashizadah que foi a pessoa que tirou as duas fotos abaixo. 



O senhor, após perder a mulher, caminha sempre com a foto deles. Como uma forma de companhia, como se ela jamais o tivesse deixado. Na imagem ele está comendo em uma lanchonete, mas por alguns relatos que eu pude ver no twitter da mesma em resposta a algumas pessoas, ela diz que ele fala com a imagem as vezes. Imagina como esse senhor deve se sentir sozinho e o quanto ele amava a mulher dele. Ele sempre almoça com uma fotografia da esposa junto.

É tão lindo e tão triste essa imagem, mas eu gostaria de compartilhar com vocês para que quem não aprendeu, aprenda a dar mais valor a quem amam ou quem entra na vida de cada um. É muito difícil ver e encontrar esse tipo de amor circulando entre as pessoas e isso me deixou comovido.

Foi uma das imagens que mais me tocou em questão de amor e solidão.

Depois disso, de ver as imagens, procurei saber mais a respeito em sites ou reportagens, mas achei apenas esse texto abaixo. 


"Segundo Madina, o Sr. Solitário havia conhecido sua esposa quando tinham 17 anos, mas se distanciaram quando ele teve que servir seu país na Segunda Guerra. Após anos de procura, conversando com seu barbeiro, descobriu que a jovem por quem morria de amores, era a filha do próprio barbeiro. Não deu outra! Eles viveram esse amor por 55 anos até que, infelizmente, ela o deixou, vindo a falecer há cinco anos."

Eu lembrei muito o velhinho da animação UP. Realmente me lembrou demais ele.


















E você, já pensou como seria sua vida sem alguém importante? Deixe aqui nos comentários.


Encontre-me:

Twitter/Instagram: @alefcaue




  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Deixe o seu comentário, não esqueça do seu email e do seu blog!