Dois filmes brasileiros LGBT que você precisa assistir

By Um Container - 20:28:00


Quem me conhece sabe que eu sou apaixonado por filmes e que sempre que posso estou no cinema conferindo os lançamentos ou lendo a respeito (principalmente as criticas) antes de assistir um filme. Claro que a critica faz com que minha vontade de assistir o filme aumente ou diminua, apenas me faz saber o que outras pessoas pensam sobre o mesmo filme. Pensando nessa paixão que eu tenho com filmes, estou aqui para dividir com vocês dois filmes com temática LGBT que são brasileiros e que eu sou extremamente apaixonado. Mesmo que eu não goste muito de filmes brasileiros porque sempre acho que falta coisas interessantes, esses dois me surpreenderam muito e entraram para a lista de filmes que eu amo. Eu não vou contar muito sobre os filmes pois acho que é necessário assistir para entender o porque eu gosto tanto deles. 

O primeiro é o "Hoje eu quero voltar sozinho" foi lançado em 2014 depois que o curta metragem teve uma repercussão maior que a esperada. O filme foi dirigido por Daniel Ribeiro. O longa foi escolhido como Melhor Filme do Teddy Award, o prêmio LGBT do festival internacional de cinema da capital alemã, além de conquistar o segundo lugar na escolha do público. Contemplado com prêmios em São Francisco, Los Angeles, Atenas, entre outros. Foi também o selecionado, entre dezoito longas, para representar o Brasil na disputa do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, em 2015 e pelo que parece está rodando pela internet um boato de que terá uma continuação. Claro que meu coração está aqui, esperando para  que seja verdade parra  conseguir desfrutar mais uma vez. O casal foi interpretado pelos lindos Fábio Audi e Ghilherme Lobo que fizeram uma atuação mais do  que perfeita e que fez com que meus olhos enchessem de lagrimas mais de uma vez.



Sinopse: Hoje Eu Quero Voltar Sozinho, conta a história de Leonardo (Guilherme Lobo), um adolescente cego, que tenta lidar com a mãe superprotetora ao mesmo tempo em que busca sua independência. Seu cotidiano, a relação com a melhor amiga, Giovana (Tess Amorim), e a sua forma de ver o mundo ganham novos contornos com a chegada de Gabriel (Fabio Audi) na cidade. Novos sentimentos começam a surgir em Leonardo, fazendo com que ele descubra mais sobre si mesmo e sua sexualidade. É muito lindo ver os dois se desenvolvendo a cada cena e o sentimento deles florescendo e ficando mais forte. Não tem cenas pesadas no filme, mas mesmo assim é indicado para maiores de 18 anos. 



O próximo filme se chama "Do começo ao fim" e foi lançado em 2009. Foi dirigido por Aluizio Abranches. Aluizio, criador e diretor do filme, levou sua ideia para muitos empresários, alguns deles chegaram a sugerir que fosse uma relação entre um casal de irmãos heterossexuais ou, se tivesse que ser homossexual mesmo, que fosse uma relação entre primos, mas Abranches foi fiel à sua ideia e não desistiu de rodá-la, até que conseguiu um pequeno patrocínio da produtora de Marco Nanini. Agradeço até hoje a produtora por ter lançado esse filme. Atuaram como casal: Rafael Cardoso e João Gabriel Vasconcellos. Os dois atuaram de forma impecável e transmitiam as pessoas um amor real, forte, que foi construído com o passar dos anos. Claro que ele seria alvo de criticas horríveis já que é um relacionamento entre meio-irmãos, mas não dou importância alguma as pessoas que falam porque o filme é lindo e inspirador.


Sinopse: Do Começo ao Fim é uma história de amor. A história de Francisco (João Gabriel Vasconcellos) e Thomás (Rafael Cardoso) e de sua família: Julieta, Alexandre e Pedro. Com uma narrativa particular o filme pretende contar a história de um amor incondicional como uma possibilidade, como um contraponto para um mundo cheio de violência, medo e intolerância. Em 1986 - Thomás, filho de Julieta e Alexandre, nasce com os olhos fechados e assim permace durante várias semanas. Julieta não se preocupa e diz que quando o filho estiver pronto, que quando ele quiser, ele abrirá os olhos. Foi assim, nos primeiros dias de vida que Thomás aprendeu o que era livre arbítrio. Um dia, sem mais nem menos, Thomás abre os olhos e olha direto para Francisco, seu irmão de 6 anos. Em 1992 - Julieta é uma linda mulher e uma mãe amorosa. É médica de um hospital e trabalha no setor de emergência. É casada pela segunda vez com Alexandre, pai de Thomás. Pedro, seu primeiro marido e pai de Francisco mora na Argentina. Julieta e ele continuam bons amigos. Durante a infância, os irmãos são muito próximos, talvez próximos demais, segundo Pedro, que passa uma temporada com eles em Buenos Aires. Em 2008 - Anos mais tarde, quando Francisco tem 27 anos e Thomás 21, Julieta morre repentinamente em um acidente de carro. Francisco e Thomas se tornaram amantes e vivem uma extraordinária história de amor.



Espero que tenha gostado da postagem. Deixe nos comentários qual desses filmes você já assistiu e qual você está querendo muito assistir depois de ler a postagem. Não se esqueça de me seguir nas redes sociais que estão abaixo e acompanhar o blog pra estar sempre por dentro das postagens novas.

Siga o blog e receba tudo em primeira mão. 
Me leve com você 

 FACEBOOK | INSTAGRAM | TWITTER | CANAL 

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Deixe o seu comentário, não esqueça do seu email e do seu blog!